Meta-Avaliação

 

Exemplo de uma Meta-Avaliação disponível no Dropbox deste Site

A meta-avaliação (conceito inicialmente desenvolvido por Michael Scriven ao final dos anos 1960) é um procedimento metodológico para avaliar os diferentes componentes de um processo avaliativo, inclusive os próprios avaliadores. Um desses componentes é o próprio relatório de avaliação – que viabiliza a meta-avaliação, mesmo sem acesso aos outros componentes ou aos avaliadores.

A Checklist for Reviewing Evaluation Reports (Lista de Verificação para a Análise de Relatórios de Avaliação), https://www.usaid.gov/results-and-data/information-resources/program-evaluations/checklist, de 2013, traz 65 Fatores para Análise de Avaliações (mais sub-fatores), divididos em Estrutura do Relatório, Sumário Executivo, Introdução, Escopo e Metodologia, Análise, Achados, Conclusões, Recomendações e Lições Aprendidas. Especialistas são contratados para aplicar a lista de verificação aos diversos relatórios de avaliação.

Para exemplificação, escolhemos para revisão parcial o relatório, Evaluación Final de Desempeño del Proyecto Peru Bosques, elaborado por Manuel Glave y outros pesquisadores (junho de 2016). http://pdf.usaid.gov/pdf_docs/pa00mhcr.pdf. Selecionamos alguns fatores que consideramos diretamente relevantes à pesquisa avaliativa. Ao final, ainda acrescentamos mais alguns critérios selecionados e adaptados de outras fontes, principalmente Unicef e o Grupo de Avaliação das Nações Unidas (UNEG). Para todos, adotamos as convenções da Usaid para a lista de verificação (a nota).