Óleo e margarina, ou manteiga do sertão e castanha do Pará (do Brasil)?

Um sinal de “progresso” nas regiões mais remotas é a presença de óleo de soja e margarina nas vendinhas. Mas que dizem atualmente as melhores pesquisas?

  1. A margarina e o óleo vegetal fazem mal à saúde. São “alimentos” processados baseadas na hidrogenação em altas temperaturas de óleo vegetal. Até a FDA americana, geralmente conservadora ou até retrógrada, declarou em 2013 que tais gorduras “trans” não são adequadas para o consumo humano.
  2. É besteira imaginar que cozinhar com óleo de soja, no lugar de banha ou manteiga, vai reduzir o risco de doença cardíaca – muito pelo contrário!
  3. A manteiga é muito mais saudável que a margarina – não tem nem comparação! Especialmente quando vem de vacas criadas no pasto, sem rações e suplementos artificiais.
  4. Por outro lado, cozinhar com qualquer óleo, inclusive banha e manteiga, faz mal. Oxida as gorduras, produzindo vários compostos tóxicos. Melhor seria fritar ou cozinhar em água, molho de tomate ou suco de abacaxi, etc.
  5. O verdadeiro azeite de oliva extra virgem faz bem e é delicioso (mas não para cozinhar!). Só que é praticamente impossível por aqui encontrar azeite de oliva realmente “extra virgem” – bem mais difícil do que encontrar uma jovem (ou um jovem!) nessa categoria.
  6. Uma pesquisa espanholarecente (PREDIMED – PREvención con DIeta MEDiterránea) da melhor qualidade (experimentos longitudinais, com randomização para controlar variáveis estranhas) confirma que a “dieta mediterrânea”, regada de azeita de oliva do bom, reduz em 30% os ataques de coração, em comparação com pão com manteiga. No entanto, ao substituir a azeita de oliva por castanhas e sementes (e frutas secas), a incidência de doença cardíaca caiu mais 35%, além dos 30% já referidos!
  7. Usaram nozes e amêndoas. No entanto, nossa castanha do Pará (ou do Brasil – Brazil nuts) serve também – e até supera as outras em teor de selênio, que é necessário para o funcionamento correto da tireoide e protege contra danos por radicais livres e câncer. Duas a quatro por dia é o suficiente.

Portanto, jogue fora o óleo de soja e a margarina. Use a manteiga do sertão (em moderação), e coma castanha do Pará e frutas (secas se quiser)! Além de mais saudável, é barato, ou até gratuito.

Ao avaliar programas, vamos levar em consideração a saúde – da natureza, dos animais e, principalmente, dos seres humanos.